Bandeira Branca, um risco ao consumidor?

Vender combustíveis adulterados compete exclusividade ao caráter do empresário


Como já foi comentado anteriormente, os postos Bandeira Branca passaram a seguir algumas regras de um tempo para cá. Para seu funcionamento eficaz e sua permanência as medidas foram adotas.


Porém, desconstruir a ligação de preço baixo a baixa qualidade que foi criada nos anos 90, não é nada fácil e leva tempo.

Afinal, alguns fatos recentes mostraram que os postos com bandeiras tradicionais/ grandes marcas também se relacionaram com a venda de combustíveis adulterados. O que, de fato, desconstrói por completo a ligação de baixa qualidade aos postos independentes.

Até porque, para os postos independentes se firmarem e conquistarem clientes, eles devem se esforçar e dessa forma, aumentar o rigor na seleção dos combustíveis que adquirem. Neste sentido, o consumidor vê benefício em adquirir o produto com preço baixo e boa qualidade.

Sendo assim, vender combustíveis adulterados compete exclusividade ao caráter do empresário.

Conteúdo com Licença Creative Commons - Atribuição - Não Comercial - Sem Derivações 4.0 Internacional (CC BY-NC-ND 4.0).


#sembandeira #postobandeirabranca #postodegasolinabandeirabranca #postosembandeira #bandeirabranca #postodecombustivelbanderiabranca